Pesquisar neste blogue

botões de seguimento

botão - loja

Light - busca pela perfeição

As coisas deveriam (pelo menos de vez em quando) parecer perfeitas. Aspirar por algum tipo de tranquilidade, um pouco de paz na minha mente é o que acontece quando admiro o trabalho da Paula. A pureza quase enganosamente monótona da porcelana branca, apenas porcelana fria nua, remete-me para um conceito cliché de céuMas não se deixe enganar pela suposição de que sou fã de algum minimalismo, ou que a "simplicidade" é a minha força motriz: não na minha arte, muito menos na minha vida. Eu realmente tendo a complicar e as coisas tendem a enredar-se. Na minha cabeça e na minha casa, no trabalho e com meus.

Things should (at least once in a while) seem perfect. Aspiring for some kind of quietness, some peace in my mind is what happens to me when I admire Paula's work. The almost deceiving monotonous purity of white porcelain, just bare naked cold porcelain brings to me some cliché notion of heaven. But don't be fooled by the assumption that I am anything like a minimalism fan, or that "simplicity" is my driving force, not in my artwork, much less in my life. I really do tend to tangle things up. In my head and in my home, at work and with my cherished ones...

Mas sempre que posso fazer "pause" no meu cérebro e especialmente no meu olhar , ao apreciar tão puras e delicadas formas,tudo converge num qualquer sentido. Nesse preciso momento, tudo o que quero é abraçar esse momento. A perfeição per se não deveria ser atingida, nunca (como se até fosse possível!) , não tanto como deve ser perseguida.

But whenever I can "pause" my brain and specially my eyes by regarding such pure and delicate forms, suddenly, it all makes some sense. All I want at that precise moment is to embrace such state. Perfection should not be actually achieved, in a sense that it should never be accomplished (as if it could!) as much as it should always be persued. 

Um morango quase perfeito (oh se a fotografia pudesse "mimicar" o seu perfume) não estivesse mesmo a começar a macerar... ou uma lindíssima flor sem perfume algum, mas luxuriante na cor e no tamanho...

An almost perfect strawberry (oh if only a picture could imitate scents!) wouldn't it have begun to rotten... a beautiful flower with no scent at all, but luscious in size and colour...
Mas todas estas teorias parvinhas que invento, simplesmente não servem para estas peças. Apenas não as consigo imaginar com nada a mais ou nada a menos. Não gosto de usar a palavra "perfeitas" pois despi-las-ia de muito do que é a sua identidade, das suas pequenas características distintivas, tão inerentes ao trabalho feito à mão. Diria que são "iluminadas", que realmente trazem consigo uma luz.

But all these looney theories I make up, are just not good for these pieces. I just cannot think of them with anything more or anything less. I don't like to use the word perfect, because it brushes away a lot of identity, a lot of distinctive characteristics, so inherent to handmade works. I would say "enlightened", because they actually bring light in them. 

Sem comentários:

Enviar um comentário