Pesquisar neste blogue

botões de seguimento

botão - loja

re-born, re-form, re-re

Lembro-me de ser miúda e me deixar cair de costas num campo assim florido... como faziam a Heidi e o Pedro.
Não foi boa ideia, debaixo das flores, a terra é dura cheia de torrões...

Hoje, já lá vão uns anos, atirar-me de costas... só para o meu colchão. As flores são iguais, a luz ofusca do
mesmo modo... o mundo continua a girar e a terra é igualmente rija e maciça. Sou eu a diferença,

em mim algo mudou, em mim algo se mune de novas ferramentas, como se um amanhã conturbado
aí se avizinhasse. 

É preciso uma ordem, um rumo. Aquele que tantas vezes me quiseste ensinar, mas que só agora que o vou
 sentindo "meu", me proponho a seguir

1 comentário:

  1. Tenho saudades de ver campos assim. Adorei as fotos, têm tanta luz.

    ResponderEliminar